Type Here to Get Search Results !

Conselho de Pastores Evangélicos agradece Ibaneis pela regularização de templos



Gestão do emedebista regularizou 250 templos até junho de 2022, mais do que foi feito entre 2009 e 2018

Fotos: Bernardo Viana.
 
A regularização de templos religiosos e de entidades socioassistenciais na gestão Ibaneis Rocha foi elogiada durante a Reunião Geral de Pastores e Líderes do Conselho de Pastores Evangélicos do Distrito Federal - Copev-DF, na Assembleia de Deus do Lago Norte, neste sábado (6). Entre 2019 e junho de 2022, o governo regularizou 250 templos, marca superior aos 190 templos regularizados entre 2009 e 2018.

Presidente do Copev-DF, Josimar Francisco da Silva agradeceu pelo trabalho de regularização dos templos. "O trabalho de regularização fundiária foi muito desgastante em outros governos. Quase 30 anos que a gente não conseguia nem dar entrada na regularização desse templo, e agora andou, está faltando pouca coisa para ser regularizada. A gente vem acompanhando os passos de todos os governos e o Ibaneis vem concretizando a regularização com muita maestria", elogiou.

Ibaneis retribuiu o agradecimento e disse que o único caminho para atender esse público era com respeito. De fato, eles representam uma grande parcela da população da capital. Segundo o Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF), antiga Codeplan, mais de 800 mil evangélicos vivem no DF, o que equivale a 30,8% da população.

"Quando assumimos o governo colocamos como determinação que iríamos tratar as igrejas com o respeito devido, o que não é nada mais do que nossa obrigação. É tratando bem com as igrejas que nós iríamos colher os frutos. Logo no ano seguinte à nossa posse tivemos a pandemia, e o que seria da população sem o apoio das igrejas?", questionou Ibaneis Rocha.

Durante o evento, o Copev-DF lançou a Frente Cristã por Brasília e pelo Brasil. A cerimônia reuniu dezenas de fiéis e alguns parlamentares, como a deputada federal Flávia Arruda (PL), o deputado federal Júlio César Ribeiro (Republicanos) e o deputado distrital Valdelino Barcelos (PP).

"Em nenhuma vez nesse governo nós ouvimos a palavra derrubada ou que estão derrubando as igrejas. Esse governador respeita as igrejas", acrescentou o deputado federal Júlio César Ribeiro (Republicanos), presente na cerimônia.

Já a deputada federal Flávia Arruda (PL) comemorou o encontro das lideranças que vão caminhar juntos nas eleições de outubro. "Isso aqui simboliza o início de algo agora oficial, das nossas candidaturas, e de algo que já deu certo. De gente que já trabalhou pelo DF e que precisamos dar continuidade a isso", pontuou.

Respeito pelas religiões
Quando assumiu o governo, Ibaneis Rocha retomou o respeito com todas as religiões. Logo nos primeiros dias de gestão, em janeiro de 2019, ele criou a Unidade de Assuntos Religiosos, abrindo o diálogo com esse público. Depois, em setembro de 2020, ampliou o atendimento com a criação da Secretaria da Família.

A gestão Ibaneis Rocha também estabeleceu a moeda social como uma forma de as igrejas receberem suas escrituras. Isso significa dizer que as instituições do DF podem obter a Concessão de Direito Real de Uso (CDRU) e regularizarem seus espaços em troca da execução de serviços gratuitos à comunidade.
 
Outras importantes medidas foram tomadas durante a pandemia, quando as famílias precisaram de um acolhimento ainda maior. Em 2020, Ibaneis assinou um decreto liberando o funcionamento dos templos. Naquele mesmo ano, uma lei reconheceu as igrejas como atividades essenciais, mantendo as portas abertas para receber os fiéis e quem mais precisasse de ajuda.
 
A construção da Praça da Bíblia, localizada na Vila São José, em Brazlândia, também reforça o respeito do governo por esse público.

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Top Post Ad

Below Post Ad